Quer deixar de fumar sem engordar?

Existem formas muito práticas de  evitar o aumento de peso que está associado à cessação tabágica. Assuma o controlo da situação e deixe-se de desculpas…

transferir

A nicotina é a única substância do cigarro que causa dependência física e, a nível psicológico, está muitas das vezes também associada às emoções subjacentes ao ato de fumar. Quando deixa de fumar, o indivíduo não só sente falta da ação da nicotina como, psicologicamente, fica carente de um conjunto de emoções associadas ao tabagismo. Na sequência disso, o organismo procura uma compensação com outros hábitos que acabam por promover o aumento de peso.

Estes não são, contudo, os únicos fatores que podem explicar o facto dos ex-fumadores terem tendência para engordar. Num programa de cessação tabágica, em média, um ex-fumador tende a engordar três a quatro quilos. Para este facto convergem diversas causas:

– Mecanismo de compensação

Célia Francisco, psicóloga e especialista em gestão de peso, habituada a lidar com estes casos, explica que «quando deixam de fumar, habitualmente, os indivíduos tendem a compensar a ausência do cigarro com a ingestão de comida para lidar com as suas emoções e para substituir uma fonte de prazer (que deixou de existir)», sublinha. Com o consumo exagerado de calorias, naturalmente, dá-se o aumento de peso.

– Alterações do metabolismo

«Quando se deixa de fumar, ocorre uma lentificação fisiológica do metabolismo. Se o indivíduo não compensar a mudança que ocorre com um plano alimentar equilibrado e controlado em termos calóricos e a prática de exercício físico, é normal que aumente de peso. No entanto, engordar não é uma condição obrigatória», afirma Célia Francisco. Esta característica depende do autocontrolo e das estratégias adotadas ao nível do estilo de vida.

– Aumento do apetite

A nicotina é também um inibidor do apetite e, quando se deixa de fumar, esse travão desaparece, ficando também os sentidos do paladar e do olfato mais apurados. «O apetite aumenta e a comida começa a saber melhor. A pessoa começa também a repetir o prato, algo que não fazia antes», salienta Susana Simões, pneumologista.

– Oscilações nos níveis de açúcar

Num fumador, os níveis de açúcar são mais elevados do que os de um não fumador, o que conduz a uma maior apetência por doces quando se deixa de fumar.

Veja na página seguinte: 5 métodos para deixar de fumar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *