Os dez melhores alimentos do planeta

Nesta altura do ano, é fácil cometer excessos alimentares. E se, depois de festas, ceias e comemorações de Natal e Ano Novo os quilos aparecem na balança, é natural que se pense em equilibrar as coisas nas primeiras semanas de janeiro. A pensar nisso, a empresa britânica Plyvine juntou uma equipa de especialistas em nutrição para elencarem os dez melhores alimentos do planeta. E, ao contrário do que se poderia pensar, nenhum é especialmente sofisticado ou raro. Vamos à lista das “super comidas”, repletas de vitaminas, minerais e nutrientes.

chocolatepreto

Limão

Apenas um limão médio contém mais de 100 por cento da dose diária recomendada de vitamina C, que ajuda aumentar os níveis de colesterol “bom” e reforçar o sistema ósseo. Os flavonoides encontrados nesta fruta também atuam como poderosos anti-inflamatórios.

Brócolos

Um talo médio de brócolos contém mais de 100 por cento da dose diária de vitamina K e perto de 200 por cento da dose diária de vitamina C. Ambas são essenciais para o reforço do sistema ósseo.

Chocolate preto

Uma dose diária de chocolate preto – com mais de 80 por cento de cacau – pode ajudar a diminuir a tensão arterial. O pó de cacau é rico em flavonoides e anti-oxidantes que combatem o “mau colesterol” e aumentam o “bom”.

Batata

Uma batata média contém perto de 60 microgramas de folato, micronutriente essencial à construção celular, ou seja o mesmo de uma chávena de chá com espinafres ou brócolos. Por sua vez, uma bata doce contém mais de oito vezes a quantidade diária recomendada de vitamina A, essencial para o reforço do sistema imunitário.

Salmão

Uma das maiores fontes de ácidos gordos Ómega 3, que combatem o risco de depressão, doenças cardiovasculares e cancro. Uma dose de 600 gramas contém metade da dose diária recomendada de niacina, que reforça as capacidades de memória e combate demências.

Nozes

É o alimento vegetal que contém uma maior dose de ácidos Ómega 3, importantes no combate ao colesterol e no reforço da saúde da pele. Uma dose média também é útil para aumentar a boa disposição.

Abacate

Rico em gorduras não-saturadas, vários estudos ligam este alimento a um decréscimo de cerca de um quinto nos níveis de colesterol. Um abacate médio contém metade da fibra e 40 por cento dos níveis diários de folato, o que o torna uma ferramenta para a saúde digestiva e cardiovascular.

Alho

É um poderoso aliado da saúde, pois combate as bactérias, incluindo a perigosa E.coli. A alicina, um composto encontrado em doses significativas neste alimento, atua como um poderoso anti-inflamatório, com resultados visíveis nos casos de hipertensão e colesterol alto.

Espinafre

Os espinafres contêm luteína e zexantina, dois anti-oxidantes e potenciadores imunitários ligados à saúde ocular. E estudos recentes mostram que é um dos alimentos mais úteis na dieta de doentes oncológicos.

Leguminosas

Uma dose deste tipo de alimentos – feijão, ervilhas ou lentilhas, por exemplo – quatro vezes por semana pode diminuir em 22 por cento o risco de doenças cardiovasculares. E também ajuda a cortar a incidência do cancro de mama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *